11º FAM chega ao fim e premia 32

9 06 2007

Juliana Sakae, Florianópolis

O 11º Festival Audiovisual Mercosul, FAM, premiou os melhores curtas-metragem exibidos durante a semana, divididas em 32 categorias entre Júri Oficial e Júri Popular.

O filme “O Lobinho Nunca Mente” (9’30”, 2007, ficção), dirigido por Ian SBF, ganhou 4 prêmios entre melhor roteiro, direção, filme em júri popular e oficial. O curta, aclamado pelo público, conta a história de um rapaz solitário que fratura a cabeça e não consegue movimentar o corpo, mas permanece consciente. O espectador acompanha o rapaz caído no chão, parado, narrando seus últimos momentos. Com apenas um cenário e dois personagens, o diretor tornou a cena que poderia tornar-se melodramática em um filme bem-humorado. Os quase 1.000 espectadores levantaram-se para aplaudir o diretor, nervoso com “o prêmio inesperado”.

O público também aplaudiu calorosamente a animação infanto-juvenil gaúcha “Leonel Pé-de-vento” (Jair Giacomini, RS, 15′, 2006) e o vídeo catarinense “Lurdinha, a Vendedora de Ilusões” (Cesar Cavalcanti, SC, 24’10”, 2007). O prêmio de menção honrosa foi entregue a Paulo Maisatto, recém-formado em cinema pela Unisul, por seu curta 35 mm “Sinestesia”.

Confira a lista completa dos vencedores no link abaixo


MENÇÃO HONROSA
CURTA METRAGEM 35mm -“Sinestesia”, Paulo Maisatto, SC
MELHOR VÍDEO -“Lurdinha – A Vendedora de Ilusões”, Cesar Cavalcanti, SC

JÚRI POPULAR
MELHOR CURTA METRAGEM 35mm – “O Lobinho Nunca Mente”, Ian SB, RJ
MELHOR VÍDEO – “Lurdinha – A Vendedora de Ilusões”, Cesar Cavalcanti, SC

JÚRI OFICIAL: INFANTO JUVENIL
MELHOR FILME – “Leonel Pé-de-vento”, Jair Giacomini, RS

JÚRI OFICIAL: CURTA METRAGEM 35mm
MELHOR FILME, ROTEIRO E DIREÇÃO – Ian SB, “O Lobinho Nunca Mente”, RJ
MENÇÃO HONROSA – “O Maior Espetáculo da Terra”, MG
MELHOR FOTOGRAFIA – André Lavenérem, “Dia de Folga”, DF
MELHOR MONTAGEM – Lucas Schiaroli, “76/…”, ARG
MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – André Abujamra e Black Gero, “O.D. – Overdose Digital”, SP
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE – Adriana Faria, “14 Bis”, SP
MELHOR FICÇÃO – “Alguma Coisa Assim”, SP
MELHOR DOCUMENTÁRIO – “Cine Zé Sozinho”, CE
MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO – “Vida Maria”, CE
MELHOR ATOR – Fernando Cunha, “O Homem”, DF
MELHOR ATRIZ – Caroline Abras, “Alguma Coisa Assim”, SP

JÚRI OFICIAL: VÍDEO
MELHOR VÍDEO – “Mis Pies”, ARG
MELHOR ROTEIRO e DIREÇÃO – Henry Meziat, “CAM 810”, ARG
MELHOR FOTOGRAFIA – Ivo Lopes Araújo, “Doce Amargo Infinito”, CE
MELHOR EDIÇÃO – Erico Rassi, “Rapsódia do Absurdo”, GO
MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL – Dênio de Paula, “Rapsódia do Absurdo”, GO
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE – Melissa Dullius, “Éternau”, SC
MELHOR VÍDEO FICÇÃO – “Doce Amargo Infinito”, CE
MELHOR VÍDEO DOCUMENTÁRIO – “Sabá”, SP
MELHOR VÍDEO ANIMAÇÃO – “O Jumento Santo e a Cidade que se Acabou antes de Começar”, PE
MELHOR VÍDEO EXPERIMENTAL – “Ventana”, ARG
MELHOR ATOR – Roly Serrano, “CAM 810”, ARG
MELHOR ATRIZ – Adriana Aizenberg, “Ropa Súcia”, ARG

Anúncios

Ações

Information

One response

1 07 2007
toxy

gostei da premiaçao do festival, para o cinema, competente, e inteligente, parabens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: